SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue3Seed germination of Croton floribundus - Spreng - Euphorbiaceae affected by temperatureReflexes of the mechanism of herbicides action in seed physiologic quality and in the enzymatic activity of rice seedlings author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Sementes

Print version ISSN 0101-3122

Abstract

MELCHIOR, Saulo José; CUSTODIO, Ceci Castilho; MARQUES, Tadeu Alcides  and  MACHADO NETO, Nelson Barbosa. Colheita e armazenamento de sementes de gabiroba (Campomanesia adamantium Camb. - Myrtaceae) e implicações na germinação. Rev. bras. sementes [online]. 2006, vol.28, n.3, pp. 141-150. ISSN 0101-3122.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-31222006000300021.

O objetivo deste trabalho foi estudar o comportamento de sementes de gabiroba em relação ao ponto de colheita, armazenamento e implicações na germinação. Para caracterização e ponto de colheita foram avaliados frutos de sete plantas, determinando-se o diâmetro, massa fresca de casca, polpa e sementes, número de sementes por fruto, graus Brix da polpacorrigidos para 200C e germinação das sementes recém colhidas, sem retirada da mucilagem. O estudo do armazenamento compreendeu o experimento um, onde foram comparados os seguintes tratamentos: sementes frescas postas para germinar imediatamente após a retirada da mucilagem e outras armazenadas em frasco de vidro fechado a 250C e a 80C e em saco de papel a 25ºC e 60%UR, por 30 dias. O experimento dois (resistência à dessecação) consistiu na instalação diária da germinação (por cinco dias) e na verificação do grau de umidade das sementes mantidas em ambiente de laboratório (250C e 60%UR), considerando-se como testemunha as sementes frescas (primeiro dia), logo após a retirada da mucilagem. No experimento três, os frutos foram armazenados por 20 dias: a temperatura média de 250C, dentro de uma vasilha de louça coberta com uma peneira; em saco de polietileno a 80C e a -180C. As sementes frescas, de frutos não armazenados, foram consideradas a testemunha. Os tratamentos foram avaliados pela germinação (250C), índice de velocidade de germinação e determinação do grau de umidade. O ponto de colheita de frutos de Campomanesia adamantium, para obtenção de sementes, pode ser determinado pela medida do Brix da polpa, indicando-se a colheita dos frutos com no mínimo, 15,750 para se obter 95% de germinação. As sementes de guabiroba indicam que a espécie pode ser classificada como recalcitrante, por não suportarem armazenamento a baixa temperatura e nem a dessecação; o armazenamento em frasco de vidro fechado a 250C mantém as sementes com 60% de germinação, por 30 dias. Todavia, a semeadura logo após a extração dos frutos, permite índices de germinação de, no mínimo, 74%.

Keywords : fruto do cerrado; conservação de sementes; qualidade fisiológica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese