SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número4Dissimilaridade genética em população segregante de soja com variabilidade para caracteres morfológicos de sementeViabilidade e atividade antioxidante de sementes de genótipos de feijão-miúdo submetidos ao estresse salino índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Brasileira de Sementes

versão impressa ISSN 0101-3122

Resumo

OLIVEIRA, João Almir; SILVA, Tanismare Tatiana de Almeida; PINHO, Édila Vilela de Resende Von  e  ABREU, Luciana Aparecida de Souza. Secagem e armazenamento de sementes de sorgo com alto e baixo teor de tanino. Rev. bras. sementes [online]. 2011, vol.33, n.4, pp. 699-710. ISSN 0101-3122.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-31222011000400012.

O teor de água em que a semente é colhida, bem como a temperatura utilizada para a secagem, é fundamental para garantir a qualidade fisiológica das sementes, principalmente as de sorgo, que podem apresentar dormência secundária, por secagem em altas temperaturas. Com a realização deste trabalho, objetivou-se avaliar a qualidade fisiológica das sementes de sorgo, com alto e baixo teor de tanino e armazenadas após secagem, utilizando diferentes temperaturas. Foram utilizadas sementes das cultivares BR 305(2,28 g tanino/100 g) e BR 310 (0,52 g tanino/100 g), colhidas com teor de água 18-20%, secas à sombra e em secadores artificiais, nas temperaturas de 35 °C, 45 °C e 35 °45 °C, até atingirem 12% de teor de água. Após a secagem, essas sementes foram armazenadas em câmara fria e seca, por 0, 3 e 6 meses. Em cada época de armazenamento, as sementes foram avaliadas pelos testes de germinação, tetrazólio, condutividade elétrica, índice de velocidade de emergência, teste de frio, microscopia eletrônica de varredura e perfis enzimáticos. Foi quantificada, ainda, a concentração de tanino. Foi observado, em sementes com alto tanino, secas à temperatura de 45 °C e armazenadas durante 6 meses, 88,5% de germinação. Houve maior porcentagem de dormência em sementes submetidas à secagem aos 35 °C. Houve aumento na concentração de tanino, aos seis meses de armazenamento, para ambos os lotes.

Palavras-chave : Sorghum bicolor; armazenamento; umidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português