SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número1Viabilidade de sementes de cevada pelo teste de tetrazólioEficiência de métodos para detecção de Sclerotinia sclerotiorum em lotes de sementes comerciais de soja índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Sementes

versão impressa ISSN 0101-3122

Resumo

SILVA, Clíssia Barboza da; LOPES, Magnólia de Mendonça; MARCOS-FILHO, Julio  e  VIEIRA, Roberval Daiton. Sistema automatizado de análise de imagens (SVIS) e condutividade elétrica para avaliação do vigor de sementes de crotalária. Rev. bras. sementes [online]. 2012, vol.34, n.1, pp.55-60. ISSN 0101-3122.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-31222012000100007.

O desenvolvimento de novos procedimentos para rápida obtenção de informações precisas sobre o potencial fisiológico é essencial para o desenvolvimento de programas de controle de qualidade pelas empresas produtoras de sementes. Neste estudo, a eficácia de um sistema automatizado de análise de imagens de plântulas (Seed Vigor Imaging System - SVIS) na determinação do potencial fisiológico de sementes de crotalária, bem como sua associação com o teste de condutividade elétrica foram avaliados. As avaliações pelo SVIS foram feitas aos três e quatro dias após a semeadura e dados referentes a índice de vigor, comprimento e uniformidade do crescimento das plântulas foram coletados. O teste de condutividade elétrica foi realizado em repetições de 50 sementes colocadas em recipientes contendo 75 mL de água desionizada, a 25 ºC e as leituras, realizadas após 1, 2, 4, 8 e 16 horas de embebição. As medidas de condutividade elétrica com 4 ou 8 horas e o uso do SVIS em plântulas com três dias de idade podem detectar efetivamente diferenças no vigor de diferentes lotes de sementes de crotalária.

Palavras-chave : Crotalaria juncea; imagem de plântulas; software.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons