SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue2Adhesion of uredospores of Phakopsora pachyrhizi on soybean seeds and their viability during storageHydric restriction as vigor assessment method of soybean seeds author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Sementes

Print version ISSN 0101-3122

Abstract

LIMA, Cosmo Rufino de et al. Maturação fisiológica de frutos e sementes de Poincianella pyramidalis (Tul.) L.P. Queiroz. Rev. bras. sementes [online]. 2012, vol.34, n.2, pp. 231-240. ISSN 0101-3122.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-31222012000200007.

A família Leguminosae é uma das mais representativas famílias botânicas da Caatinga, com 80 espécies endêmicas, destacando-se a catingueira (Poincianella pyramidalis). O objetivo desta pesquisa foi estudar o processo de maturação de sementes de P. pyramidalis com base no ponto de maturidade fisiológica. Foram realizadas cinco colheitas de frutos e sementes, em intervalos quinzenais, no período de julho a setembro de 2010. As colheitas se iniciaram aos 75 dias após a antese (d.a.a.) e se estenderam até os 135 d.a.a.. Os frutos e as sementes foram submetidos às seguintes avaliações: tamanho, teor de umidade e massa seca de frutos e de sementes; e germinação e vigor das sementes (primeira contagem de germinação, índice de velocidade de germinação, comprimento e massa seca de plântulas). Nas condições do município de Soledade - PB, o ponto de maturidade fisiológica de sementes de P. pyramidalis, ocorre aos 125 d.a.a., quando o acúmulo máximo de massa seca é 1,993 g e o teor de umidade é 21%. O ponto ideal de colheita é atingido entre 130 d.a.a. e 135 d.a.a., antes da deiscência natural, quando as sementes têm teor de umidade entre 13,0% e 5,0%.

Keywords : catingueira; semiárido; maturidade; vigor; Caatinga.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English