SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue2Crambe fruit quality during storageComparative morphology of propagules of Chrysophyllum amazonicum T. D. Penn. and Chrysophyllum prieurii A. D. Candolle author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Sementes

Print version ISSN 0101-3122

Abstract

AMARAL, Alan Dischkaln do et al. Qualidade de sementes de canola classificadas por densidade. Rev. bras. sementes [online]. 2012, vol.34, n.2, pp. 302-309. ISSN 0101-3122.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-31222012000200016.

Objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito de diferentes classes de densidade de sementes de canola sobre a sua qualidade fisiológica, bem como utilizar a curva de hidratação como auxiliar na identificação dos lotes de maior qualidade. Foram utilizados sementes de dois híbridos de canola, Hyola 61 e Hyola 401, separados em seis classes de densidade. Cada classe foi submetida aos testes de germinação, primeira contagem do teste de germinação e determinação do comprimento e massa seca de plântula para caracterização do seu potencial fisiológico. Utilizou-se a curva de hidratação como elemento auxiliar na caracterização das classes de melhor qualidade. Para os híbridos Hyola 61 e 401, existe uma associação entre densidade de sementes e os atributos de qualidade fisiológica. A qualidade fisiológica afeta o teor de água alcançado pelas sementes de canola durante a hidratação, para ambos os híbridos, sendo que as sementes de menor vigor apresentam maior velocidade de hidratação e teor de água, até 15 horas, quando comparadas com sementes de maior vigor.

Keywords : Brassica napus var. oleifera; densidade de sementes; qualidade fisiológica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese