SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número1Hirschman e a dessacralização da epopeia do desenvolvimento por um desenvolvimentistaHistorical origins of Brazilian relative backwardness índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Political Economy

versão impressa ISSN 0101-3157versão On-line ISSN 1809-4538

Resumo

BACHA, EDMAR  e  HOFFMANN, RODOLFO. Uma interpretação estatística do PIB, da PNAD e do salário mínimo. Rev. Econ. Polit. [online]. 2015, vol.35, n.1, pp.64-74. ISSN 0101-3157.  http://dx.doi.org/10.1590/0101-31572015v35n01a04.

Por que a renda familiar na Pesquisa Nacional de Domicílios (PNAD) cresceu muito mais rápido do que o consumo das famílias no PIB brasileiro de 2011 a 2012? Para responder essa pergunta, começamos a partir de uma visualização da importância do salário mínimo na PNAD na distribuição de renda, e de uma hipótese de que a subestimação da renda nos levantamentos da PNAD está concentrada naquelas famílias cujos rendimentos não acompanham o salário mínimo . Elaboramos uma equação para explicar a diferença entre o crescimento do rendimento agregado familiar na PNAD e o crescimento do consumo das famílias nas contas nacionais em função da mudança no salário mínimo. As estimativas empíricas dessa equação sugerem que o comportamento do salário mínimo tem sido um componente importante na explicação das diferenças de crescimento da renda entre a PNAD e as contas do PIB.

Palavras-chave : Salário mínimo; contas nacionais; estimativa de renda.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )