SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 número4Distribuição regional dos atores do Sistema Nacional de Inovação e o desenvolvimento econômico: uma comparação internacionalCrescimento econômico e mudança estrutural numa abordagem multissetorial e multilateral de crescimento restrito pelo balanço de pagamentos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Political Economy

versão impressa ISSN 0101-3157versão On-line ISSN 1809-4538

Resumo

CARDOSO, ANA  e  DUARTE, ANTÓNIO PORTUGAL. O impacto da política cambial chinesa no comércio exterior com a União Europeia. Brazil. J. Polit. Econ. [online]. 2017, vol.37, n.4, pp.870-893. ISSN 1809-4538.  https://doi.org/10.1590/0101-31572017v37n04a12.

O objetivo deste artigo é analisar o impacto da política cambial chinesa sobre o comércio exterior com a União Europeia. Depois de descrever a importância da taxa de câmbio em uma economia aberta e algumas das metodologias empregadas para calcular seu valor de equilíbrio, examinamos se a competitividade chinesa se deve à existência de desalinhamento de sua taxa de câmbio, ou melhor, a outras fontes de competitividade. Para isso, utilizamos um modelo de Vetor de Correção de Erro (VEC) para estimar uma equação de exportações de longo prazo. Os resultados empíricos indicam que, nos últimos anos, as exportações chinesas se beneficiaram de uma vantagem competitiva “injusta” resultante da manipulação do seu valor cambial.

Palavras-chave : Competitividade; China; União Europeia; comércio exterior; desalinhamentos; taxa de câmbio real.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )