SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 número1Macroeconomia desenvolvimentista: uma avaliação pós-KeynesianaFluxos financeiros e o novo desenvolvimentismo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Political Economy

versão impressa ISSN 0101-3157versão On-line ISSN 1809-4538

Resumo

FLASSBECK, HEINER. Determinação da taxa de câmbio e as falhas da teoria monetária convencional. Brazil. J. Polit. Econ. [online]. 2018, vol.38, n.1, pp.99-114. ISSN 0101-3157.  http://dx.doi.org/10.1590/0101-31572018v38n01a06.

Os países em desenvolvimento geralmente precisam de flexibilidade e um número suficiente de instrumentos para prevenir a volatilidade excessiva. A evidência não apoia a crença ortodoxa de que o desempenho dos mercados financeiros internacionais flutuantes ajustará as taxas de câmbio ao seu “equilíbrio”. Na realidade, as taxas de câmbio sob um regime flutuante provaram ser altamente instáveis, levando a longos períodos de desalinhamento. A experiência com indexação também não foi satisfatória: a taxa de câmbio não pôde ser corrigida em casos de choque externo ou desalinhamento. Dada essa experiência, os regimes “intermediários” são preferíveis quando há instabilidade nos mercados financeiros internacionais.

Palavras-chave : regime de taxa de cambio; choques externos; taxas de cambio flexíveis; mercados financeiros; formas de indexação.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )