SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 número3É este o fim da hegemonia North-americana? Uma perspectiva estruturalista sobre os ciclos sistêmicos de acumulação de Arrighi e a teoria da estabilidade hegemônicaSummers depois de Hansen? Comparação das explicações convencionais e não convencionais acerca da estagnação nas economias avançadas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Political Economy

versão impressa ISSN 0101-3157versão On-line ISSN 1809-4538

Resumo

PEREIRA, ADRIANO JOSÉ  e  LOPES, HERTON CASTIGLIONI. O mercado na perspectiva da “velha” e da “nova” economia institucional. Brazil. J. Polit. Econ. [online]. 2018, vol.38, n.3, pp.450-468. ISSN 1809-4538.  http://dx.doi.org/10.1590/0101-35172018-2774.

Este artigo concebe o mercado como uma instituição, contrastando duas abordagens teóricas: os institucionalistas com viés analítico evolucionário, cuja base teórica vem do “velho/original” institucionalismo, e a Nova Economia Institucional, com uma abordagem de viés analítico contratual, vinculada ao mainstream economics. Ambas as abordagens têm dado relevantes contribuições ao considerarem a importância das instituições para o desempenho econômico. Destaca-se um dos limites da abordagem da Nova Economia Institucional, cuja análise do funcionamento dos mercados está centrada na lógica da busca de economia dos custos de transação, como determinante do desempenho econômico. Por sua vez, o institucionalismo evolucionário compreende o mercado em um escopo mais amplo, em que as economias de custos explicam apenas parcialmente o desempenho econômico, não se constituindo, necessariamente, em um fator determinante.

Palavras-chave : Economia institucional; mercado; custos de transação; institucionalismo evolucionário.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )