SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número4O papel do Estado na promoção da atividade de inovação: estudos de caso dos EUA e da AlemanhaSraffa e a teoria do valor-trabalho: uma nota índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Political Economy

versão impressa ISSN 0101-3157versão On-line ISSN 1809-4538

Resumo

FREIRE, DÉBORA; RESENDE, MARCO FLÁVIO CUNHA  e  BRITTO, GUSTAVO. Taxa de câmbio real, apoio financeiro e exportações no Brasil: estimação da equação de exportações setoriais com câmbio implícito. Brazil. J. Polit. Econ. [online]. 2019, vol.39, n.4, pp.591-613.  Epub 17-Out-2019. ISSN 1809-4538.  https://doi.org/10.1590/0101-31572019-2841.

Esse estudo avalia a relevância dos instrumentos de incentivo às exportações, Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC) e Pagamento Antecipado das Exportações (PAE), entre 2004 e 2011, no Brasil. Supondo que a rentabilidade das exportações e o estímulo para exportar dependem não somente do nível da taxa de câmbio real e da renda mundial, mas também das receitas financeiras provenientes dos instrumentos de incentivo às exportações, foram calculadas neste trabalho as taxas de câmbio real implícitas por setor de atividade. O objetivo central é testar a hipótese de que é a taxa de câmbio real implícita, não a taxa de câmbio real, a variável mais relevante para explicar as exportações brasileiras nos setores que utilizam esses instrumentos. Duas equações de exportações foram estimadas por meio de dados em painel, contemplando as taxas de câmbio real e as taxas de âmbio real implícitas setoriais. Os resultados confirmam a importância do câmbio real implícito para estimular as exportações setoriais brasileiras.

Palavras-chave : Políticas de apoio às exportações; câmbio real implícito; exportações; dados em painel.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )