SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue47The fire power of the educational relationship as a target of new and old PrometheusViolence, unsecurity and "imaginary of fear" author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Cadernos CEDES

Print version ISSN 0101-3262

Abstract

ITANI, Alice. A violência no imaginário dos agentes educativos. Cad. CEDES [online]. 1998, vol.19, n.47, pp. 36-50. ISSN 0101-3262.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-32621998000400004.

A violência não é um tema novo na literatura e sempre suscita amplos debates. Na realidade, ela faz parte da escola como instituição social, estando presente na experiência cotidiana tanto dos agentes educativos como na dos alunos, notadamente pela profunda desigualdade social existente em alguns grupos sociais na sociedade brasileira. Como a violência se desenvolve nas práticas e ações no processo educacional? A noção de violência é comumente relacionada à sua faceta mais visível, a das cenas dos crimes urbanos e assaltos, amplamente exploradas e difundidas pela imprensa. Porém, várias são as formas pelas quais ela se realiza. Dentre estas, as mais nocivas abrigam-se na legalizada e institucionalizada, quase invisíveis aos olhos do cidadão, que não sabe se defender contra elas. A ação dos agentes educativos é uma violência institucionalizada. Mas é preciso distinguir duas ações: a que violenta os cidadãos pela reprodução da desigualdade, e a que socializa e impõe regras coletivas. A ausência da ação socializadora pode desdobrar-se em uma violência maior, pela falta de uma ética da vida. Este artigo busca contribuir para o debate sobre a questão da violência, apresentando alguns aspectos observados nas ações e práticas de agentes educativos e no cotidiano escolar.

Keywords : violência; imaginário; agentes educativos; educação; processo educativo.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese