SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número3Prevalência de transtornos alimentares entre homens e mulheres com sintomas de dependência de exercícios: um estudo na população de não atletasBulímicas: elas vão à academia de ginástica? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências do Esporte

versão On-line ISSN 2179-3255

Resumo

DEL VECCHIO, Fabrício Boscolo  e  FERREIRA, João Luis Mulling. Mixed Martial Arts: rotinas de condicionamento e avaliação da aptidão física de lutadores de Pelotas/RS. Rev. Bras. Ciênc. Esporte [online]. 2013, vol.35, n.3, pp.611-626. ISSN 2179-3255.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-32892013000300007.

O Mixed Martial Arts (MMA) carece de informações acerca do sistema de treinos e da aptidão física de seus lutadores, os quais necessitam de elevado condicionamento aeróbio e neuromuscular. Assim, objetivou-se registrar as rotinas de treinamento e mensurar a aptidão física de lutadores de MMA de nível regional. Oito competidores da cidade de Pelotas/RS constituíram a amostra. Realizaram-se: i) entrevista semi-estruturada, contendo dez perguntas abertas, ii) avaliação neuromuscular, com testes de carga máxima (1RM) no supino reto e levantamento terra, e iii) avaliação do componente aeróbio, a partir da determinação da velocidade no VO2máx (vVO2máx), cálculo da potência aeróbia máxima (VO2máx) e quantificação do tempo limite (TLim). Os resultados indicam que a maioria dos lutadores de Pelotas realiza apenas dois treinos semanais específicos, não utiliza o treinamento de pesos e emprega corridas nas suas sessões de treino. Acerca da aptidão física, os atletas têm IMC de 26,19±26,19 kg/m2, 9,47±4,06% de gordura corporal, 1RM de 76,25±10,61 kg no supino reto e de 115±10,69 kg no levantamento terra, VO2máx de 52,5±4,95mL·kg-1·min-1, vVO2máx de 15±1,41 km·h-1 e TLim de 360,75±55 segundos. Conclui-se que a frequência de treinos aeróbios e de força destes lutadores é insuficiente para o MMA, o percentual de gordura corporal deles é baixo e, apesar da aptidão aeróbia moderada, os níveis de força absoluta e relativa destes lutadores são inferiores aos apresentados pela literatura.

Palavras-chave : Artes marciais; força muscular; testes de aptidão; resistência física.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons