SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 número3O efeito do status de sobrevivência sobre gastos com internações hospitalares públicas no Brasil em uma perspectiva temporalAplicação do CF@R e de cenários de stress no gerenciamento de riscos corporativos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Econômicos (São Paulo)

versão impressa ISSN 0101-4161

Resumo

MONTEIRO, Sérgio Marley Modesto  e  FONSECA, Pedro Cezar Dutra. Credibility and populism: the economic policy of the Goulart administrations in Brazil. Estud. Econ. [online]. 2012, vol.42, n.3, pp.511-544. ISSN 0101-4161.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-41612012000300004.

O governo Goulart (1961-1964), em suas fases parlamentarista e presidencialista, é considerado um exemplo típico do populismo no Brasil. A literatura sobre o período costuma definir a política econômica como hesitante, irracional ou ambígua. Neste trabalho, utiliza-se um modelo de credibilidade para explicar a condução da política econômica nas duas fases do governo. A credibilidade é definida como a probabili-dade subjetiva com que os agentes avaliam o compromisso do governo para com as medidas de estabilidade por ele anunciadas, formalizadas por uma regra monetária. Nas duas fases o governo inicia com medidas de combate à inflação. À medida que o tempo passa, como resultado dos custos associados a esta política, a austeridade é abandonada, a credibilidade diminui e as tentativas de estabilização falham.

Palavras-chave : populismo; credibilidade; Brasil; João Goulart.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons