SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número2O desenvolvimento econômico: uma proposta de abordagem teórica evolucionária e institucionalistaSustainability of Brazilian fiscal policy, once again: corrective policy response over time índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Econômicos (São Paulo)

versão impressa ISSN 0101-4161versão On-line ISSN 1980-5357

Resumo

LAMEIRA, Verônica de Castro; GONCALVES, Eduardo  e  FREGUGLIA, Ricardo da Silva. O papel das redes na mobilidade laboral de curta e longa distância: evidências para o Brasil formal. Estud. Econ. [online]. 2015, vol.45, n.2, pp.401-435. ISSN 1980-5357.  http://dx.doi.org/10.1590/0101-4161201545246ver.

Este artigo tem o objetivo de investigar os determinantes da mobilidade de trabalhadores de curta e longa distância entre microrregiões brasileiras no período 2004-2008, com ênfase no papel das redes de mobilidade preestabelecidas. São construídas matrizes de deslocamento por meio da base de dados Rais-Migra, empregando variáveis explicativas na forma de razão destino/origem, e utilizando como arcabouço metodológico os modelos para dados de contagem, a fim de identificar diferenças e similitudes desses fluxos de trabalhadores em relação a diferentes distâncias. Os resultados apresentam evidências consistentes com o histórico de atratividade das regiões para migração, indicando que redes ou conexões prévias facilitam a mobilidade espacial laboral. Além desses resultados, na mobilidade de curta distância o trabalhador se desloca para destinos com maiores densidade e proporção de graduados, além de menores criminalidade, congestionamento e grau de industrialização. Em longas distâncias, os fluxos são orientados para destinos com menores criminalidade, além de maiores saldos entre trabalhadores admitidos e desligados. A distância entre microrregiões sempre figura como fator inibidor da mobilidade, independente dos cortes de distância usados.

Palavras-chave : Mobilidade de trabalhadores; Redes de mobilidade; Modelo binomial negativo inflado de zeros.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )