SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue2Cartografia e diplomacia: usos geopolíticos da informação toponímica (1750-1850)O Mapa Geográfico de América Meridional, de Juan de la Cruz Cano y Olmedilla author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material

Print version ISSN 0101-4714

Abstract

CINTRA, Jorge Pimentel. O Mapa das Cortes: perspectivas cartográficas. An. mus. paul. [online]. 2009, vol.17, n.2, pp. 63-77. ISSN 0101-4714.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-47142009000200005.

O presente trabalho realiza uma análise exaustiva do Mapa das Cortes, aplicando critérios da cartografia, em particular da cartografia matemática. Assim, analisam-se: autor, escala, projeção, meridiano de origem, cores, convenções, simbologia e outros. Após uma análise morfológica qualitativa, passa-se a um exame quantitativo, comparando esse mapa com um atual, bastante preciso: com o auxílio de um programa de cartografia digital e uma planilha eletrônica foram comparadas as coordenadas geográficas (latitude e longitude) de mais de 430 pontos. A quantificação sistemática e detalhada dos erros em diferentes regiões, da costa atlântica à região amazônica, mostrou aspectos surpreendentes de como o Mapa das Cortes (MC) foi habilmente construído. Essa análise permitiu quantificar de maneira mais precisa as distorções, identificando em que locais foram introduzidas e seu caráter indubitavelmente proposital.

Keywords : Mapa das Cortes; Análise cartográfica; Análise quantitativa; Análise estatística.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese