SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número5Estimulação magnética transcraniana de repetição associada a antidepressivo: início e intensidade da resposta antidepressivaEletroconvulsoterapia e estimulação magnética transcraniana: semelhanças e diferenças índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo)

versão impressa ISSN 0101-6083versão On-line ISSN 1806-938X

Resumo

BOECHAT-BARROS, Raphael. Estimulação magnética transcraniana de baixa freqüência no tratamento da depressão. Rev. psiquiatr. clín. [online]. 2004, vol.31, n.5, pp.238-242. ISSN 1806-938X.  https://doi.org/10.1590/S0101-60832004000500007.

Este artigo descreve aspectos neurofisiológicos e clínicos do uso da estimulação magnética transcraniana repetitiva (EMTr), especialmente a de baixa freqüência. Técnicas de neuroimagem e hipóteses sobre o funcionamento da EMTr em longo prazo são abordados. Alguns resultados de estudos que envolvem EMTr de baixa freqüência no tratamento da depressão são citados, especialmente um estudo realizado na Universidade de Brasília usando a aplicação da EMTr de baixa freqüência (0,5Hz), duas vezes por semana, durante quatro semanas, em dez pacientes. Neste estudo utilizando a escala de Hamilton de 17 itens, os pacientes foram analisados em três momentos: T-0, T-1 e T-2, respectivamente, início, meio e final das aplicações. Como resultado se observou um decréscimo significativo (p < 0,01) nas suas pontuações, quando comparados os três momentos, utilizando-se o teste x2 de Friedman. As possíveis vantagens desta técnica são discutidas.

Palavras-chave : Estimulação magnética transcraniana; baixa freqüência; depressão.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons