SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue3Psychoactive substance use by medical students from Salvador (BA) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo)

Print version ISSN 0101-6083

Abstract

SALVETTI, Marina de Góes et al. Auto-eficácia e sintomas depressivos em doentes com dor crônica. Rev. psiquiatr. clín. [online]. 2007, vol.34, n.3, pp. 111-117. ISSN 0101-6083.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-60832007000300002.

CONTEXTO: Auto-eficácia é a crença na habilidade pessoal de desempenhar com sucesso tarefas ou de apresentar comportamentos para produzir um resultado desejável. É conceito-chave para o adequado controle de doenças crônicas e estudos sobre o tema são incipientes no Brasil. OBJETIVO: Avaliar a crença de auto-eficácia de pacientes com dor crônica e relacioná-la a variáveis sociodemográficas, de características da dor e à presença de sintomas depressivos. MÉTODOS: A amostra, de conveniência, foi de 132 sujeitos. Os instrumentos utilizados foram a Escala de Auto-Eficácia para Dor Crônica (AEDC) e o Inventário de Depressão de Beck (IDB). RESULTADOS: O escore médio de auto-eficácia foi 170,8 (DP = 56,7). Auto-eficácia menor foi observada nos pacientes com até 8 anos de escolaridade, quando comparada à de pacientes com escolaridade entre 9 e 11 anos (p = 0,015). Auto-eficácia mais elevada foi observada nos doentes com dor menos intensa (p = 0,042). A Escala AEDC apresentou correlação negativa com o IDB (r = - 0,48; p < 0,01). CONCLUSÕES: Os doentes com escolaridade de até 8 anos apresentaram auto-eficácia menor que os doentes que tinham entre 9 e 11 anos de escolaridade. Os pacientes com dor menos intensa e os doentes com menos sintomas depressivos apresentaram maior auto-eficácia.

Keywords : Auto-eficácia; dor crônica; depressão; crenças.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese