SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue5Attention-deficit/hyperactivity disorder: diagnostic contribution of a computerized assessment of visual attentionHappiness: a review author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Archives of Clinical Psychiatry

Print version ISSN 0101-6083

Abstract

TRIGO, Telma Ramos; TENG, Chei Tung  and  HALLAK, Jaime Eduardo Cecílio. Síndrome de burnout ou estafa profissional e os transtornos psiquiátricos. Rev. psiquiatr. clín. [online]. 2007, vol.34, n.5, pp. 223-233. ISSN 0101-6083.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-60832007000500004.

CONTEXTO: A síndrome de burnout é conseqüente a prolongados níveis de estresse no trabalho e compreende exaustão emocional, distanciamento das relações pessoais e diminuição do sentimento de realização pessoal. OBJETIVO: O objetivo deste artigo foi realizar uma revisão bibliográfica a respeito da síndrome no Brasil e em outros países, considerando sua prevalência, possíveis fatores de risco para seu desenvolvimento, sua associação com outros transtornos psiquiátricos e conseqüências para o indivíduo e a organização em que trabalha. MÉTODOS: Realizou-se uma revisão bibliográfica utilizando-se a base de dados da MedLine, Scielo, American Psychiatry Association, Evidence-Based Mental Health, American College of Physicians, Agency for Healthcare Research and Quality, National Guideline Clearinghouse e da Organização Mundial da Saúde no período compreendido entre 1985 e 2006. CONCLUSÃO: A prevalência da síndrome de burnout ainda é incerta, mas dados sugerem que acomete um número significativo de indivíduos, variando de aproximadamente 4% a 85,7%, conforme a população estudada. Pode apresentar comorbidade com alguns transtornos psiquiátricos, como a depressão. Os efeitos do burnout podem prejudicar o profissional em três níveis: individual (físico, mental, profissional e social), profissional (atendimento negligente e lento ao cliente, contato impessoal com colegas de trabalho e/ou pacientes/clientes) e organizacional (conflito com os membros da equipe, rotatividade, absenteísmo, diminuição da qualidade dos serviços). Mais pesquisas devem ser realizadas para que mudanças positivas nas organizações de trabalho sejam baseadas em evidências científicas.

Keywords : Estafa profissional; trabalho; estresse; prevalência; transtornos psiquiátricos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese