SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número6Escala para auto-avaliação ao falar em público (SSPS): adaptação transcultural e consistência interna da versão brasileiraPrevalência de depressão na doença de Parkinson índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo)

versão impressa ISSN 0101-6083versão On-line ISSN 1806-938X

Resumo

OLIVEIRA, Lúcio Garcia de  e  NAPPO, Solange Aparecida. Crack na cidade de São Paulo: acessibilidade, estratégias de mercado e formas de uso. Rev. psiquiatr. clín. [online]. 2008, vol.35, n.6, pp.212-218. ISSN 1806-938X.  https://doi.org/10.1590/S0101-60832008000600002.

CONTEXTO: No Brasil, levantamentos epidemiológicos têm apontado o aumento do uso de crack, possivelmente em razão de mudanças de seu acesso, estratégias de mercado e formas de uso. OBJETIVO: Identificar tais aspectos da cultura de uso de crack, na cidade de São Paulo, sob a perspectiva do próprio usuário. MÉTODOS: Adotou-se amostra intencional, selecionada por critérios, composta de usuários (n = 45) e ex-usuários de crack (n = 17). Recrutados por meio de informantes-chave e técnica de amostragem em cadeias, cada participante submeteu-se à entrevista semiestruturada. RESULTADOS: Atualmente, conforme os entrevistados, o acesso a crack é simples, facilitado por estratégias de mercado como a entrega em domicílio do crack (crack delivery). As pedras têm sido substituídas pelo farelo, forma mais barata e adulterável da droga. Embora o cachimbo artesanal de alumínio seja a forma de uso mais comum, têm-se identificados o shotgun e o uso combinado de crack a tabaco ou maconha. CONCLUSÕES: Embora de caráter preliminar, esse estudo aponta que a qualidade, o mercado e as estratégias de uso de crack têm sofrido mudanças, implicando potenciais riscos à saúde do usuário, sugerindo sua consideração à atualização das políticas públicas e dos programas de intervenção atualmente vigentes.

Palavras-chave : Cocaína-crack; comportamento; pesquisa qualitativa; antropologia cultural; políticas públicas de saúde.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons