SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número5Hipovitaminose D em idosos institucionalizados tratados com anticonvulsivantes, uma associação frequente índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo)

versão impressa ISSN 0101-6083

Resumo

PAGOTTO, Luiz Felipe et al. Prazosina de liberação lenta para pacientes com transtorno do estresse pós-traumático resistentes aos ISRS. Rev. psiquiatr. clín. [online]. 2012, vol.39, n.5, pp.176-179. ISSN 0101-6083.  https://doi.org/10.1590/S0101-60832012000500006.

CONTEXTO: Prazosina, um antagonista de receptores alfa-1 adrenérgicos, é utilizada no tratamento de pesadelos e insônia relacionados com TEPT. Apesar das evidências sugerindo sua eficácia também no tratamento de sintomas gerais de TEPT, sua curta meia-vida (2-3 horas) pode limitar seus efeitos terapêuticos. OBJETIVO: Descrever quatro casos de pacientes com TEPT resistentes aos inibidores de recaptação de serotonina ou de serotonina e adrenalina (terapia convencional) tratados com uma apresentação de prazosina de liberação lenta. MÉTODOS: Quatro pacientes com TEPT grave, resistentes à terapia convencional, tiveram a prazosina de liberação lenta (meia-vida de 10,8 horas) adicionada as suas prescrições por pelo menos três meses. Os sintomas de TEPT foram avaliados pela PCL-C e pelos itens referentes a pesadelos e insônia da CAPS, na linha de base e no final do período de observação de cada paciente. RESULTADOS: Dois pacientes mostraram melhora dos sintomas gerais de TEPT (redução de 35,7% e 11,9% nos escores da PCL-C), e três mostraram melhora de pesadelos e insônia (nos escores da CAPS). O único paciente que recebeu doses da prazosina pela manhã e ao deitar-se foi o que mostrou a maior melhora dos sintomas gerais de TEPT. CONCLUSÃO: Possivelmente, a sustentação do bloqueio da atividade noradrenérgica no sistema nervoso central promovida pela prazosina de liberação lenta durante o dia se faz necessária para a melhora de sintomas residuais de TEPT em pacientes em tratamento convencional com antidepressivos.

Palavras-chave : Transtorno do estresse pós-traumático; prazosina; farmacoterapia; TEPT; antagonista alfa-1 adrenérgico.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons