SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número4Frost Multidimensional Perfectionism Scale: versão portuguesaFenômenos psíquicos e o problema mente-corpo: notas históricas sobre uma tradição conceitual negligenciada índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo)

versão impressa ISSN 0101-6083

Resumo

ALMEDER, Robert. Objeções materialistas contra o dualismo cartesiano. Rev. psiquiatr. clín. [online]. 2013, vol.40, n.4, pp.150-156. ISSN 0101-6083.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-60832013000400005.

Discutiremos cinco objeções básicas que os materialistas geralmente levantam contra o dualismo mente-corpo cartesiano: (1) Ele não é empiricamente testável ou confirmável; (2) É em princípio testável e confirmável, mas não confirmado; (3) É testável e confirmável, mas foi provado falso; (4) É desnecessário para explicar qualquer coisa; e (5) Não pode servir para explicar coisa alguma. Mostraremos como todas essas objeções são insatisfatórias. Se eu estiver certo em minha argumentação, a postura reducionista do materialismo contemporâneo contra a existência de substâncias cartesianas imateriais como agentes causais para a explicação do comportamento humano é demonstravelmente um dogma mais do que qualquer outra coisa. Ademais, a promessa do materialismo reducionista de explicar a personalidade humana, a consciência e o comportamento tampouco pode ser jamais realizada.

Palavras-chave : Relações mente-corpo; materialismo reducionista; dualismo mente-corpo; explicações materialistas; psicologia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons