SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número2Dimesilato de lisdexanfetamina no tratamento do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade: farmacocinética, eficácia e segurança em crianças e adolescentes índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo)

versão impressa ISSN 0101-6083

Resumo

SOEIRO-DE-SOUZA, Márcio Gerhardt et al. Estudo de associação entre COMT 158Met e criatividade em sujeitos com transtorno bipolar e controles saudáveis. Rev. psiquiatr. clín. [online]. 2014, vol.41, n.2, pp.29-33. ISSN 0101-6083.  https://doi.org/10.1590/0101-60830000000006.

Contexto

O transtorno bipolar (TB) geralmente é associado a pessoas com maiores habilidades criativas, e dados recentes apontam que o sistema dopaminérgico pode estar relacionado à criatividade. A enzima catecol-O-metiltransferase (COMT) é um dos principais agentes envolvidos na degradação metabólica da dopamina. O gene da COMT apresenta um polimorfismo (rs4680 ou Val158Met) no qual o alelo Met se associa a uma diminuição da atividade enzimática da COMT, levando a um melhor desempenho em testes cognitivos.

Objetivo

O objetivo deste estudo foi avaliar a influência do polimorfismo funcional Val158Met na criatividade de pacientes com TB e em controles.

Métodos

Noventa e sete voluntários saudáveis e 120 pacientes com TB tipo I foram genotipados para COMT rs4680 e testados para criatividade (Barrow Welsh Art Scale – BWAS) e inteligência (Wechsler Abbreviated Scale of Intelligence – WASI).

Resultados

O alelo Met da COMT associou-se a maiores pontuações na escala de criatividade na amostra de controles saudáveis, mas o mesmo não foi observado em pacientes com TB. A presença do alelo Met não influenciou a pontuação de QI em nenhum dos grupos. O grupo controle apresentava QI médio maior que o grupo TB; o grupo TB estava em uso de múltiplas medicações no momento das avaliações.

Conclusão

Nossos resultados sugerem influência positiva do alelo Met do COMT rs4680 na criatividade de controles saudáveis. Isso sugere que a criatividade seja uma função possivelmente associada a menores graus de bipolaridade do que nos pacientes com TB tipo I. O fato de não termos observado influência do alelo Met nos resultados dos pacientes com TB pode ser justificado pelo fato de que justamente alterações nesse sistema sejam uma das características básicas do TB. É necessário maior número de estudos com maiores tamanhos amostrais para explorar mais detalhadamente o papel do sistema dopaminérgico na criatividade.

Palavras-chave : Dopamina; criatividade; catecol-O-metiltransferase; transtorno bipolar; mania; depressão.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )