SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número3Sobrecarga de familiares de pessoas com transtorno psíquico: níveis e fatores associadosRelação entre depressão materna como fator de risco para trauma na infância e transtornos de humor em jovens índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo)

versão impressa ISSN 0101-6083

Resumo

SILVA, Lais Dos Santos Vinholi e et al. Relações entre queixas de memória, sintomas depressivos e desempenho cognitivo em idosos residentes na comunidade. Rev. psiquiatr. clín. [online]. 2014, vol.41, n.3, pp.67-71. ISSN 0101-6083.  https://doi.org/10.1590/0101-60830000000013.

Contexto

A queixa de memória é comum entre pessoas idosas, entretanto sua relevância clínica para o diagnóstico de alterações cognitivas é questionável, visto que diversos fatores podem se associar às queixas. Objetivo: O presente estudo avaliou a relação entre queixas de memória, sintomas depressivos e desempenho cognitivo em 301 idosos residentes em Ermelino Matarazzo que participaram da pesquisa de base populacional Perfis de Fragilidade em Idosos Brasileiros da Rede FIBRA.

Objetivo

O presente estudo avaliou a relação entre queixas de memória, sintomas depressivos e desempenho cognitivo em 301 idosos residentes em Ermelino Matarazzo que participaram da pesquisa de base populacional Perfis de Fragilidade em Idosos Brasileiros da Rede FIBRA.

Métodos

O desempenho cognitivo foi avaliado por meio dos testes de memorização de 10 figuras comuns, Miniexame do Estado Mental (MEEM), Fluência Verbal (FV) e Teste do Desenho do Relógio, que compõem a Bateria Breve de Rastreio Cognitivo (BBRC). As queixas de memória foram avaliadas pelo Questionário de Queixas de Memória (MAC-Q) e os sintomas depressivos, pela Escala de Depressão Geriátrica (EDG).

Resultados

Participantes do sexo feminino apresentaram maior índice de queixas de memória, comparado ao dos homens (p = 0,013). Idosos menos escolarizados apresentaram queixas de memória mais intensas e pior desempenho cognitivo, comparados aos de maior escolaridade (p < 0,003). A presença de sintomas depressivos associou-se à pior avaliação da memória (r = 0,39, p < 0,001). Conclusão: As queixas de memória se associaram a sexo, escolaridade e sintomas depressivos, entre idosos residentes na comunidade. Não houve associação entre queixas e desempenho cognitivo.

Conclusão

As queixas de memória se associaram a sexo, escolaridade e sintomas depressivos, entre idosos residentes na comunidade. Não houve associação entre queixas e desempenho cognitivo.

Palavras-chave : Idoso; memória; sintomas depressivos; queixas de memória.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )