SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número74Experiência e competência no ensino: pistas de reflexões sobre a natureza do saber-ensinar na perspectiva da ergonomia do trabalho docenteMídia, imaginário de consumo e educação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Educação & Sociedade

versão impressa ISSN 0101-7330

Resumo

AKKARI, A. J.. Desigualdades educativas estruturais no Brasil: entre estado, privatização e descentralização. Educ. Soc. [online]. 2001, vol.22, n.74, pp. 163-189. ISSN 0101-7330.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302001000100010.

No Brasil, mais que em outros países do Sul, a escola constitui um produto social desigualmente distribuído. Seu acesso é modulado não apenas por múltiplos padrões distintivos (categoria socioeconômica, sexo, etnicidade, local de residência…), como também pelo tipo de rede escolar freqüentado (pública, particular). Este artigo analisa a constituição histórica e progressiva de uma escolarização em várias velocidades. O discurso político republicano, que insiste sobre a função homogeneizadora e igualitária da escola que socializa em comum e fabrica cidadãos iguais, foi se esvaziando progressivamente de sua substância. A heterogeneidade provocada pela atual fragmentação do sistema escolar brasileiro em várias redes reproduz, acentuando-as, as desigualdades sociais e compromete de modo durável o desenvolvimento econômico e social desse país.

Palavras-chave : Brasil; desigualdade sociais; ensino público; ensino particular.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português