SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número87As mutações no mundo do trabalho na era da mundialização do capitalEducação e trabalho: como desenvolver uma relação virtuosa? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Educação & Sociedade

versão impressa ISSN 0101-7330

Resumo

TARTUCE, Gisela Lobo Baptista Pereira. Algumas reflexões sobre a qualificação do trabalho a partir da sociologia francesa do pós-guerra. Educ. Soc. [online]. 2004, vol.25, n.87, pp. 353-382. ISSN 0101-7330.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302004000200004.

Este artigo procura refletir sobre a pertinência histórica e analítica do conceito de "qualificação do trabalho", em um contexto social que tem demandado a sua substituição pela noção de "competência". Para isso, busca compreendê-lo do ponto de vista teórico, tendo por base o pensamento de Georges Friedmann e Pierre Naville (especialmente o deste último), os pais da sociologia do trabalho na França, no pós-guerra. É nesse país e nesse período que a qualificação começa a adquirir centralidade: ela se torna não apenas um aspecto da prática política e social como, também - e talvez por isso mesmo -, o objeto por excelência da disciplina nascente. Isso significa que a qualificação tem uma história social e interpretativa, e é só por meio dela que se pode decretar ou não o fim de sua vigência analítica. O texto argumenta que as contribuições de Naville, como precursor da chamada visão "relativista" da qualificação - aquela que a concebe como socialmente construída -, são fundamentais para se pensar o debate "qualificação" versus "competência".

Palavras-chave : Qualificação; Competência; França; Georges Friedmann; Pierre Naville.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português