SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue115Gender, sexuality and formal education in Brazil: a preliminary analysis of the academic production between 1990 and 2006Books in reading memories author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Educação & Sociedade

Print version ISSN 0101-7330

Abstract

ANTONIOLI, Janina. Reflexões sobre as políticas de dicionários do governo Brasileiro para alunos de alfabetização. Educ. Soc. [online]. 2011, vol.32, n.115, pp.549-563. ISSN 0101-7330.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302011000200017.

Este artigo tem o propósito de fazer uma reflexão sobre as políticas de adoção de dicionários escolares para as séries iniciais, com especial atenção ao Primeiro Ciclo. Considerando aspectos da abordagem do letramento, triangularam-se dados entre documentos oficiais do MEC, as exigências da licitação para adoção de dicionários e as necessidades dos estudantes desse momento de escolarização. Observam-se, na composição de um dicionário, elementos estruturais - a macro, a micro e a medioestrutura - que, quanto mais claros forem na sua concepção, melhor atenderão aos usuários. O dicionário deve estar de acordo com os propósitos do MEC e com as necessidades do aluno de séries iniciais, e, para isso, precisa de componentes estruturais claros que atendam tais demandas. O estudo que segue não encontra evidências de que as exigências licitadas sobre o material léxico garantam a qualidade e a funcionalidade da obra em sala de aula.

Keywords : Letramento; Lexicografia pedagógica.

        · abstract in English | French     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License