SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número2A supervisão psicanalítica: revisão e uma proposta de sistematizaçãoPsiquiatria e pensamento complexo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul

versão impressa ISSN 0101-8108

Resumo

OLIVEIRA, José Menna; BEZERRA, Daniele Borges; FERNANDES, Fabiana Nery  e  MOTTA, Gledis Lisiane Corre Luz. Adesão ao tratamento e hospitalizações entre pacientes que realizam aplicações de Flufenazina Depot. Rev. psiquiatr. Rio Gd. Sul [online]. 2003, vol.25, n.2, pp.312-317. ISSN 0101-8108.  https://doi.org/10.1590/S0101-81082003000200007.

OBJETIVOS: Os autores revisam a bibliografia sobre medicação depot e apresentam dados referentes à adesão ao tratamento e hospitalizações entre os pacientes que realizam aplicações de enantato de flufenazina em regime ambulatorial no Hospital Espírita de Pelotas. MÉTODO: Analisaram-se os prontuários de pacientes que foram incluídos no regime depot anteriormente a maio de 2001 e que realizaram pelo menos uma aplicação entre maio de 2001 e junho de 2002, quanto à adesão ao tratamento e eventuais hospitalizações. RESULTADOS: De um total de 100 pacientes, 66 permaneciam em regime depot ao término do período estudado. Destes, 40 (61%) apresentavam boa adesão ao tratamento, enquanto 26 (39%) apresentavam má adesão. Houve um total de 25 pacientes que sofreram hospitalizações, entre os quais a maioria não estava em tratamento no término do estudo ou apresentava má adesão. Entre os pacientes procedentes do mesmo bairro em que se situa o hospital, 10 (67%) apresentavam boa adesão em comparação com 30 pacientes (59%) procedentes de bairros distintos. DISCUSSÃO: O número de hospitalizações variou visivelmente, conforme a permanência ou não em tratamento e a adesão ao mesmo. Pacientes provenientes de bairros distantes do hospital tenderam a apresentar pior adesão ao tratamento. CONCLUSÕES: É possível que pacientes em regime de aplicação depot residentes próximos ao local de aplicação beneficiem-se mais do tratamento que aqueles residentes em locais distantes. São necessários mais estudos comparando administrações depot com VO em termos de adesão e investigando fatores preditores de boa adesão ao tratamento.

Palavras-chave : Psiquiatria; serviços de saúde mental; perfil de saúde.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons