SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue1Brazilian psychiatry medical residency programs: critical analysisKnowledge of the disease and treatment expectations in relatives of patients with the first psychotic episode: a cross-sectional study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul

Print version ISSN 0101-8108

Abstract

SOUZA, Sônia Beatriz Cócaro de; SONCINI, Natália; SCHONWALD, Suzana  and  CHAVES, Márcia Lorena Fagundes. Desempenho cognitivo de pacientes esquizofrênicos destros e voluntários saudáveis. Rev. psiquiatr. Rio Gd. Sul [online]. 2005, vol.27, n.1, pp.23-31. ISSN 0101-8108.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-81082005000100003.

OBJETIVO: O presente estudo examinou a hipótese de que pacientes esquizofrênicos destros podem apresentar assimetria cerebral normal e, portanto poderiam apresentar um desempenho cognitivo similar ao dos controles normais. Desta forma, o objetivo deste estudo foi comparar o funcionamento cognitivo entre pacientes esquizofrênicos e controles normais destros, balanceados para sexo, nível educacional e situação socioeconômica. MÉTODO: Foram incluídos 25 (12 homens e 13 mulheres) pacientes esquizofrênicos destros, e 35 (19 homens e 16 mulheres) adultos jovens destros num delineamento transversal. A preferência manual foi avaliada pelo Inventário de Dominância Lateral de Edimburgo, e o desempenho cognitivo por uma bateria de testes neuropsicológicos. Histórico familiar de sinistralidade e nível educacional foram analisados. RESULTADOS: Os pacientes esquizofrênicos destros apresentaram desempenho inferior em 10 dos 12 testes psicológicos. Déficit cognitivo (escores abaixo dos pontos de corte em 50% dos testes) foi observado em 60% dos pacientes esquizofrênicos. Entre as variáveis clínicas e demográficas, apenas categoria diagnóstica e nível educacional evidenciaram uma associação significativa com déficit cognitivo através da análise de regressão logística. A história familiar de sinistralidade foi similar entre os dois grupos, bem como o nível educacional. CONCLUSÃO: Esses achados sugerem que os pacientes esquizofrênicos destros apresentam um prejuízo mais difuso das funções cognitivas, incluindo a linguagem, significativamente diferente dos controles normais. Nossa hipótese, portanto, de que houvesse uma semelhança cognitiva entre esquizofrênicos destros e indivíduos normais foi refutada.

Keywords : Esquizofrenia; preferência manual; função cognitiva; lateralidade.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License