SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2A relação entre os mecanismos de defesa e a qualidade da aliança terapêutica em psicoterapia de orientação analíticaSintomas depressivos em acadêmicos de medicina da Universidade Federal de Goiás: um estudo de prevalência índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul

versão impressa ISSN 0101-8108

Resumo

SCHMITT, Ricardo; LANG, Maria Gabriela; QUEVEDO, João  e  COLOMBO, Talita. Perfil epidemiológico do suicídio no extremo oeste do estado de Santa Catarina, Brasil. Rev. psiquiatr. Rio Gd. Sul [online]. 2008, vol.30, n.2, pp.115-123. ISSN 0101-8108.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-81082008000300007.

INTRODUÇÃO: O estado de Santa Catarina está localizado na Região Sul do Brasil. O coeficiente de mortalidade nesse estado é um dos maiores do país. Estudos preliminares indicam que a região do extremo oeste de Santa Catarina apresenta os maiores índices estaduais. Inexistem estudos descritivos sobre o perfil epidemiológico do suicídio nessa região. MÉTODO: Estudo descritivo, calculando o coeficiente bruto de mortalidade por suicídio no extremo oeste catarinense, assim como os coeficientes padronizados por gênero e faixa etária no período entre 1980 e 2005. Descrição dos meios empregados para o suicídio. Os dados foram coletados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. RESULTADOS: O coeficiente médio de suicídios no extremo oeste foi de 10 casos para cada 100.000 habitantes. A proporção entre homens e mulheres foi de 3:1. Os índices apresentaram aumento de mais de 50% em ambos os sexos e em todas as faixas etárias no período estudado. O enforcamento representa 76% dos casos entre os homens e 73% entre as mulheres. CONCLUSÕES: O extremo oeste catarinense apresenta coeficientes de mortalidade por suicídio acima da média nacional e estadual, sendo comparável aos maiores do país. O perfil epidemiológico da região guarda semelhanças com o Rio Grande do Sul que devem ser investigadas em estudos seguintes.

Palavras-chave : Suicídio; epidemiologia; Santa Catarina; Brasil.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons