SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 issue3Do psychiatry residents document outpatients' alcohol problems? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul

Print version ISSN 0101-8108

Abstract

LAUS, Maria Fernanda; MOREIRA, Rita de Cássia Margarido  and  COSTA, Telma Maria Braga. Diferenças na percepção da imagem corporal, no comportamento alimentar e no estado nutricional de universitárias das áreas de saúde e humanas. Rev. psiquiatr. Rio Gd. Sul [online]. 2009, vol.31, n.3, pp.192-196. ISSN 0101-8108.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-81082009000300009.

INTRODUÇÃO: A literatura refere uma maior prevalência de transtornos alimentares em acadêmicas de cursos universitários nos quais a aparência física é importante, entre eles Educação Física e Nutrição. Supõe-se que pessoas preocupadas com seu peso e imagem corporal optem por essas áreas por terem um interesse pessoal pelo tema. O objetivo deste estudo foi avaliar a percepção da imagem corporal, o comportamento alimentar e o estado nutricional de estudantes de cursos das áreas da saúde e humanas para comparação entre estas. MÉTODO: Aplicou-se o Eating Attitudes Test (EAT-26) e o Body Shape Questionnaire (BSQ) em 127 alunas do primeiro ano dos cursos de Nutrição e Educação Física (Saúde) e de Publicidade e Propaganda e Administração de Empresas (Humanas) que forneceram dados de peso e altura para cálculo do índice de massa corporal. RESULTADOS: Encontrou-se uma grande prevalência de distorção da imagem em todos os grupos, sem diferença entre as áreas ou entre os cursos. O EAT-26 indicou maiores escores nas estudantes da saúde em relação às de humanas, com alunas de Nutrição apresentando as maiores pontuações, estatisticamente diferentes das encontradas nos cursos de Publicidade e Administração, mas não de Educação Física. Além disso, a maioria das alunas foi classificada como eutrófica, e não se encontraram mulheres com obesidade em nenhum dos cursos, não havendo diferença significativa entre áreas ou cursos para esta variável. DISCUSSÃO: A alta incidência de distorção da imagem corporal associada à grande prevalência de comportamento alimentar inadequado nas alunas da área da saúde demonstra uma possível susceptibilidade ao desenvolvimento de transtornos alimentares.

Keywords : Imagem corporal; comportamento alimentar; estado nutricional; estudantes; transtornos da alimentação.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License