SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número2Depressão pós-parto e percepção de suporte social durante a gestação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul

versão impressa ISSN 0101-8108

Resumo

FIGUEIRA, Patricia Gomes; DINIZ, Leandro Malloy  e  SILVA FILHO, Humberto Correa da. Características demográficas e psicossociais associadas à depressão pós-parto em uma amostra de Belo Horizonte. Rev. psiquiatr. Rio Gd. Sul [online]. 2011, vol.33, n.2, pp. 71-75.  Epub 29-Jul-2011. ISSN 0101-8108.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-81082011005000009.

INTRODUÇÃO: A depressão pós-parto (DPP) tem sido alvo de inúmeras investigações científicas devido à sua alta prevalência e gravidade e também por suas repercussões negativas na puérpera e na criança. OBJETIVO:Comparar mulheres com e sem DPP em um grupo de puérperas selecionadas aleatoriamente a partir dos partos ocorridos em uma maternidade de Belo Horizonte (MG). MÉTODOS: Selecionamos 245 mulheres que tiveram parto em uma maternidade de Belo Horizonte. Aplicamos uma entrevista semiestruturada para a obtenção de dados psicossociais e demográficos e uma entrevista estruturada (Mini Neuropsychiatric Interview, MINI-Plus) para o diagnóstico de depressão maior segundo critérios do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, 4th edition (DSM-IV). RESULTADOS:26,9% das mulheres tinham diagnóstico de DPP. Não encontramos diferenças entre as características sociodemográficas das mulheres com (n = 66, 26,9%) e sem diagnóstico de DPP (n = 179, 73,1%). Entretanto, diversas variáveis clínicas e psicossociais se mostraram significativamente diferentes entre os dois grupos, tais como história de depressão, vivência de estresse ou presença de sintomas depressivos ou ansiosos durante a gravidez, ocorrência de complicações maternas ou na criança no pós-parto e insuficiência de suporte nos cuidados pós-natais. CONCLUSÃO: A identificação de fatores associados à DPP é importante para a compreensão de sua etiopatogenia e para o estabelecimento de estratégias de prevenção e tratamento precoce dessa grave doença.

Palavras-chave : Depressão pós-parto; prevalência; fatores de risco.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português