SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número1Cymothoa spinipalpa sp. nov. (Isopoda, Cymothoidae) um parasito da cavidade bucal do peixe marinho, Oligoplites saurus (Bloch & Schneider) (Osteichthyes, Carangidae) do Estado do Rio Grande do Norte, BrasilNovos registros de peixes exóticos para o Estado de Minas Gerais, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Zoologia

versão impressa ISSN 0101-8175

Resumo

GRACIOLLI, Gustavo  e  BIANCONI, Gledson V.. Moscas ectoparasitas (Diptera, Streblidae e Nycteribiidae) em morcegos (Mammalia, Chiroptera) em área de Floresta com Araucária no Estado do Paraná, sul do Brasil. Rev. Bras. Zool. [online]. 2007, vol.24, n.1, pp.246-249. ISSN 0101-8175.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-81752007000100033.

Informações sobre estreblídeos e nicteribiídeos e seus hospedeiros são escassas na Floresta com Araucária (FA), não havendo dados sobre a riqueza, o padrão de distribuição e a abundância desses ectoparasitos sobre uma determinada comunidade de morcegos. O presente estudo foi desenvolvido em fragmentos de FA (aproximadamente 470 ha) localizados no município de Fazenda Rio Grande, Paraná, no período de dezembro de 2001 a maio de 2003. Foram registrados 12 indivíduos pertencentes a três espécies de Nycteribiidae e 119 de seis espécies de Streblidae sobre 127 hospedeiros examinados (quatro espécies de Phyllostomidae e sete de Vespertilionidae). Cinco das seis espécies de estreblídeos foram encontradas apenas sobre Sturnira lilium (E. Geoffroy, 1810) e Artibeus lituratus (Olfers, 1818). Em 62 indivíduos de S. lilium foram coletadas: Megistopoda proxima (Séguy, 1926) com prevalência de 65,4% e intensidade média de infestação de 2,00; Aspidoptera falcata Wenzel, 1976 com 13,5% e 2,29; Trichobius phyllostomae Kessel, 1925 com 7,7% e 1,00; e Metelasmus wenzeli Graciolli & Dick, 2004 com 1,6% e 4,00. Não foi encontrada diferença na prevalência (p = 0,544) e na intensidade média (p = 0,361) em relação ao sexo de S. lilium. Em 26 A. lituratus, foi encontrada apenas Paratrichobius longicrus (Miranda-Ribeiro, 1907) com prevalência de 32% e intensidade média de 1,50.

Palavras-chave : Ectoparasito; Phyllostomidae; prevalência.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons