SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número2O calendário republicano e a festa cívica do descobrimento do Brasil em 1890: versões de história e militância positivistaO momento oportuno: Kairós, uma editora de oposição índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


História (São Paulo)

versão On-line ISSN 1980-4369

Resumo

PIRES, Maria da Conceição Francisca. Cultura e política nos quadrinhos de Henfil. História [online]. 2006, vol.25, n.2, pp.94-114. ISSN 1980-4369.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-90742006000200005.

O artigo apresenta uma incursão pelo universo discursivo dos polêmicos personagens "Fradins", criados pelo cartunista Henfil. A intenção é colocar em relevo a construção de uma crítica política e de costumes que colocou em xeque, por um lado, o cristianismo oficioso das elites políticas e religiosas e, por outro, os simulacros sociais. No caso em questão não se trata apenas da crítica à devoção, mas especificamente a devoção ao poder. Defendo a premissa de que por intermédio do grotesco e do fantástico, em conjunto com a ironia e a carnavalização, Henfil desmistificou as deidades políticas e religiosas, substituindo-as pela dúvida e colocando-as lado a lado com o ridículo. Deste modo, o humor henfiliano representou um esforço de resistência, ao mesmo tempo em que contribuiu para a luta política contra a ditadura militar.

Palavras-chave : humor; política; ditadura.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons