SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2Influence and counter-influence in the inversion of the publishing power between Portugal and Brazil: narrative and activity of Portuguese publishersThe art of storytelling: the arangement of the collection Contos Flumineses by Machado de Assis índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


História (São Paulo)

versión On-line ISSN 1980-4369

Resumen

CAMPOI, Isabela Candeloro. O livro "Direitos das mulheres e injustiça dos homens" de Nísia Floresta: literatura, mulheres e o Brasil do século XIX. História [online]. 2011, vol.30, n.2, pp.196-213. ISSN 1980-4369.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-90742011000200010.

O livro Direitos das mulheres e injustiça dos homens foi publicado por Dionísia Gonçalves Pinto (1810-1885), mais conhecida como Nísia Floresta, em 1832. Tal obra foi considerada uma tradução livre de A Vindication of the rights of woman de Mary Wollstonecraft (1759-1797), autora inglesa que se tornou o principal nome em defesa dos direitos das mulheres no século XIX. No entanto, tratava-se da tradução de Woman not inferior to man de Mary Wortley Montagu (1689-1762). O artigo apresentado contextualiza o livro de Wollstonecraft no período, enfoca a trajetória da autora brasileira e a influência do Positivismo na sua obra, principalmente no que tange ao papel social das mulheres.

Palabras clave : Nísia Floresta; Brasil Imperial; Século XIX; Mary Wollstonecraft; Positivismo; Mulheres de elite; Educação feminina.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons