SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2Influence and counter-influence in the inversion of the publishing power between Portugal and Brazil: narrative and activity of Portuguese publishersThe art of storytelling: the arangement of the collection Contos Flumineses by Machado de Assis índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

História (São Paulo)

versión On-line ISSN 1980-4369

Resumen

CAMPOI, Isabela Candeloro. O livro "Direitos das mulheres e injustiça dos homens" de Nísia Floresta: literatura, mulheres e o Brasil do século XIX. História [online]. 2011, vol.30, n.2, pp. 196-213. ISSN 1980-4369.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-90742011000200010.

O livro Direitos das mulheres e injustiça dos homens foi publicado por Dionísia Gonçalves Pinto (1810-1885), mais conhecida como Nísia Floresta, em 1832. Tal obra foi considerada uma tradução livre de A Vindication of the rights of woman de Mary Wollstonecraft (1759-1797), autora inglesa que se tornou o principal nome em defesa dos direitos das mulheres no século XIX. No entanto, tratava-se da tradução de Woman not inferior to man de Mary Wortley Montagu (1689-1762). O artigo apresentado contextualiza o livro de Wollstonecraft no período, enfoca a trajetória da autora brasileira e a influência do Positivismo na sua obra, principalmente no que tange ao papel social das mulheres.

Palabras llave : Nísia Floresta; Brasil Imperial; Século XIX; Mary Wollstonecraft; Positivismo; Mulheres de elite; Educação feminina.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués