SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número1"Ser um defunto nas mãos do shaykh": sufismo e a produção de masculinidades em uma rede sufi damascenaO mundo americano na produção escrita inglesa: séculos XVI, XVII e XVIII índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


História (São Paulo)

versão On-line ISSN 1980-4369

Resumo

OMENA, Luciane Munhoz de  e  FUNARI, Pedro Paulo A.. Memória e esquecimento: narrativa sobre imperador romano e senado. História [online]. 2012, vol.31, n.1, pp.163-184. ISSN 1980-4369.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-90742012000100010.

O presente artigo teve por objetivo fazer algumas considerações críticas sobre a relação entre a escrita do presente e a escrita do passado, tendo como ponto de partida dois eixos conceituais: memória e esquecimento em Paul Ricoeur. Compreendemos a memória como um suporte da lembrança, um suporte do passado, que, em outras palavras, designa a construção de imagens de um passado sob a insígnia de uma "memória manipulada", que são narrativas de esquecimento. A partir deste suporte analítico, traçaremos algumas reflexões sobre a divisão de poderes entre o imperador e o senado, a partir do século I d. C., para analisar as variedades discursivas nos testemunhos de Sêneca e de Tácito e, nessa mesma linha, compreender a construção do discurso historiográfico contemporâneo e suas projeções do presente nos traços e nos gestos do passado, em especial, na narrativa de Tácito.

Palavras-chave : Memória; Esquecimento; Discursividade; Roma.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons