SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 issue1Indications of colonoscopy versus polyps and colorectal neoplasms findingIsolated splenic metastasis from sigmoid colon adenocarcinoma: case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Coloproctologia

Print version ISSN 0101-9880

Abstract

NADAL, Sidney Roberto et al. Evolução dos doentes com citologia oncótica alterada e colposcopia anal normal. Rev bras. colo-proctol. [online]. 2011, vol.31, n.1, pp. 71-76. ISSN 0101-9880.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-98802011000100010.

A citologia anal vem sendo usada para rastreamento do carcinoma anal e suas lesões precursoras nas populações de risco. Quando o raspado do canal anal mostra alterações citológicas está indicada o exame com colposcópio e ácido acético para identificar e realizar biópsia para confirmar o achado. Poucos estudos mostram o seguimento dos doentes tratados de condilomas acuminados perianais. Temos usado os métodos em associação e encontrado lesões subclínicas em metade dos doentes, cujo exame proctológico não revelava doença HPV induzida. Essas lesões são tratadas com tópicos. Entretanto, algumas citologias estavam alteradas e a colposcopia anal não revelou doença HPV induzida. O objetivo deste estudo foi observar o comportamento dessas lesões no seguimento semestral, durante 12 meses, e avaliar se a periodicidade da reavaliação foi suficiente para evitar o aparecimento das lesões de alto grau ou superior. Encontramos 58 (21%) entre 273 doentes nessas condições. As reavaliações de 22 deles após um ano mostraram que as colposcopias permaneceram normais em 17 (74%), sendo que em cinco (22%) a citologia voltou aos padrões normais e 12 (52%) persistiram com alterações. Os outros seis (26%) desenvolveram lesões clínicas ou subclínicas provocadas pelo HPV. As contagens de linfócitos T CD4 dos doentes HIV-positivos foram inferiores nos doentes cujas lesões progrediram. Os resultados permitiram concluir que as alterações podem progredir ou regredir neste grupo distinto de doentes, sendo relacionada à imunidade, e que o intervalo de seis meses é suficiente para cada reavaliação.

Keywords : neoplasias do ânus; infecção por papilomavírus; carcinoma de células escamosas.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese