SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 Canibalismo e a legitimidade da guerra justa na época da IndependênciaUnião Internacional Protetora dos Animais de São Paulo: práticas, discursos e representações de uma entidade nas primeiras décadas do século XX índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de História

versão impressa ISSN 0102-0188versão On-line ISSN 1806-9347

Resumo

MOTA, Lúcio Tadeu. Passo Ruim 1868: as estratégias dos Xokleng nas fronteiras de seus territórios do alto rio Itajaí. Rev. Bras. Hist. [online]. In press. .  Epub 17-Ago-2017. ISSN 0102-0188.  http://dx.doi.org/10.1590/1806-93472017v37n75-07.

Na noite de 13 de janeiro de 1868, um grupo de índios Xokleng atacou e matou seis pessoas num lugar chamado Passo Ruim, na Estrada da Mata, próximo da vila de Rio Negro, então província do Paraná, Brasil. O artigo aborda esse acontecimento no contexto das complexas relações sócio-históricas e culturais que permearam o processo de desterritorialização dos Xokleng do alto vale do rio Itajaí do Norte na segunda metade do século XIX. Busca-se a percepção que os Xokleng tinham dos invasores e como desenvolveram estratégias para lidar com eles. Traça-se um panorama da presença dos Xokleng no processo de ocupação da região, mostrando que eles acompanhavam cada passo dos colonizadores em seus territórios e, em seguida, analisam-se os acontecimentos de Passo Ruim, buscando desvendar como o grupo indígena que ali atuava se relacionou com as expedições enviadas em seu encalço, realçando seu protagonismo.

Palavras-chave : índios Xokleng; etno-história; fronteiras e populações.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )