SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 Presente de branco: a perspectiva indígena dos brindes da civilização (Amazônia, século XIX)Characteristics and functioning of a specific labor market: domestic service in Buenos Aires (late 19th and early 20th century) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de História

versão impressa ISSN 0102-0188versão On-line ISSN 1806-9347

Resumo

COX, Pamela. Garotas de loja, história social e teoria social. Rev. Bras. Hist. [online]. In press. .  Epub 28-Ago-2017. ISSN 0102-0188.  http://dx.doi.org/10.1590/1806-93472017v37n75-11.

Os trabalhadores de loja, na maioria mulheres, constituíram uma proporção significativa da força de trabalho da Grã-Bretanha desde a década de 1850, mas ainda sabemos relativamente pouco sobre sua história. Este artigo argumenta que houve uma negligência sistemática em relação a um dos maiores segmentos do emprego feminino por parte dos historiadores, e investiga por que isso aconteceu. Sugere que essa negligência esteja ligada a enfoques do trabalho que negligenciaram o setor de serviços como um todo, bem como a um contínuo mal-estar com as transformações da vida social da sociedade de consumo. Um elemento dessa transformação foi o surgimento de novas formas de trabalho estético, emocional e sexualizado. Certos tipos de “garotas de loja” as incorporaram de forma impressionante. Como resultado, tornaram-se ícones duradouros de consumo de massa, simultaneamente descartados como dublês culturais passivos ou punidos como poderosos agentes de destruição cultural. O artigo entrelaça a história social cotidiana das trabalhadoras de loja com representações inconstantes da “garota de loja”, das paródias do café-concerto vitoriano, mediante a teoria social modernista, ao bizarro ataque à bomba da butique Biba em Londres pela Brigada Angry, no Dia do Trabalho, em 1971. Conclui que os historiadores progressistas têm muito a ganhar ao recuperar essas trabalhadoras e a economia de serviços que elas ajudaram a criar.

Palavras-chave : garotas de loja; cultura do consumo; modernidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )