SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue81Baixada Fluminense: Fluvial and Social Dynamics in the Constitution of a Territory author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de História

Print version ISSN 0102-0188On-line version ISSN 1806-9347

Abstract

VITAL, André Vasques. O poder contingente do rio Iaco no Território Federal do Acre (1904-1920). Rev. Bras. Hist. [online]. 2019, vol.39, n.81, pp.25-46.  Epub July 15, 2019. ISSN 0102-0188.  https://doi.org/10.1590/1806-93472019v39n81-02.

O artigo analisa o papel dos rios pertencentes às bacias do Purus e do Juruá, especialmente o rio Iaco, nas disputas políticas em torno da autonomia estadual do Acre e na escolha de sua futura capital entre 1904 e 1920. Nesse período o Acre era dividido em quatro unidades políticas independentes (departamentos do Alto Acre, Alto Purus, Alto Juruá e Tarauacá), que disputavam a hegemonia política sobre o território. Consultaram-se periódicos publicados nos departamentos, em Belém do Pará e na capital federal, bem como relatórios dos prefeitos locais, para mapear a presença dos rios nos acontecimentos políticos. O rio Iaco foi agente produtor de incertezas, atuando decisivamente na resolução de conflitos, nas relações políticas do governo federal com as elites locais, nos surtos de doenças que marcavam a imagem externa e na escolha definitiva da capital, com a grande cheia de 1915.

Keywords : Amazônia; Acre; rio Iaco; Sena Madureira; Rio Branco.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )