SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número1Desenvolvimento de feijão-macuco em área de várzeaNariz eletrônico: tecnologia não-destrutiva para a detecção de desordem fisiológica causada por impacto em frutos de tomate índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536

Resumo

OLIVEIRA, Carlos Alberto da S; MAROUELLI, Waldir Aparecido; SANTOS, Jorge Roland M. dos  e  BOITEUX, Leonardo S. Produção de escleródios de Sclerotinia sclerotiorum e severidade de oídio em cultivares de ervilha sob diferentes lâminas de água. Hortic. Bras. [online]. 2000, vol.18, n.1, pp.16-20. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362000000100004.

Foi estudado o efeito de lâminas de água sobre o número de escleródios produzidos por Sclerotinia sclerotiorum, a severidade de oídio causada por Erysiphe pisi e a produção de matéria seca da parte aérea em ervilha (Pisum sativum L.) sob condições de solo e clima do Brasil Central. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com parcelas subdivididas e quatro repetições. As lâminas de água, aplicadas através de uma única linha de aspersão, variaram entre 125 e 499 mm. As cultivares estudadas foram Maria, Luíza, Marina, Mikado, Triofin, Viçosa, Amélia e Kodama. A matéria seca da parte aérea das plantas não variou entre as cultivares, mas aumentou com a lâmina total de água aplicada. O número de escleródios produzidos nas plantas aumentou significativamente com o aumento da lâmina de água aplicada e não diferiu entre cultivares semi-áfilas e cultivares de folhas normais. As cultivares Marina, Mikado e Luíza mostraram uma produção de escleródios significativamente inferior à observada na cultivar Triofin. Lâmina de água e cultivar interagiram significativamente para severidade de oídio avaliada aos 70 dias após o plantio. O aumento da lâmina de água total aplicada na cultura reduziu a severidade de oídio nas cultivares suscetíveis Amélia e Mikado. As cultivares Maria e Marina apresentaram potencial de serem utilizadas em áreas com problemas de Sclerotinia.

Palavras-chave : Pisum sativum L; Erysiphe pisi; manejo da irrigação; doença; controle.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons