SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número2Avaliação técnica e econômica do espaçamento de gotejadores em tomateiro para processamento cultivado em fileiras simples e duplasAcúmulo de nutrientes por cultivares de alface em cultivo hidropônico no inverno índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536versão On-line ISSN 1806-9991

Resumo

BOSA, Nair; CALVETE, Eunice O.; NIENOW, Alexandre Augusto  e  SUZIN, Marilei. Enraizamento e aclimatização de plantas micropropagadas de gipsofila. Hortic. Bras. [online]. 2003, vol.21, n.2, pp.207-210. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362003000200017.

Na última década, o cultivo de flores de corte tem sido incrementado em função da facilidade em agregar valor ao produto final e, entre as ornamentais mais cultivadas, destaca-se a Gypsophila paniculata. A técnica da micropropagação vem sendo utilizada para a produção de mudas em escala comercial. O objetivo deste experimento foi reduzir ou eliminar a fase de enraizamento in vitro. Para tanto, foi avaliada a influência do regulador de crescimento Ácido Indolbutírico (AIB) durante a aclimatização ex vitro, em diferentes datas de enraizamento in vitro. Os tratamentos foram constituídos de um fatorial com 3 doses (0; 500 e 1000 mg.L-1 de AIB) x 6 períodos (5; 10; 15; 20; 25 e 30 dias) de enraizamento in vitro. Estes foram dispostos em um delineamento experimental de blocos ao acaso com quatro repetições e doze plântulas por parcela. As variáveis analisadas foram taxa de sobrevivência, volume de raízes, massa fresca e seca da parte aérea e da raiz. Os dados foram submetidos às análises de variância e de regressão. Os resultados indicaram que, para propagar Gypsophila paniculata, cultivar Bristol Fairy, há necessidade da fase de enraizamento in vitro, sendo que o período ideal situa-se entre 25-30 dias, para posterior transplantio. Por outro lado, nas doses estudadas, não houve efeito do regulador de crescimento (AIB).

Palavras-chave : Gypsophila paniculata; regulador de crescimento; ácido indolbutírico; plantas ornamentais.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons