SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número4Produção de clones de taro em função dos tipos de mudasInseticidas para o controle da traça-do-tomateiro e broca-grande e seu impacto sobre Trichogramma pretiosum índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536versão On-line ISSN 1806-9991

Resumo

MARQUES, Patrícia Angélica A.; BALDOTTO, Pedro Veridiano; SANTOS, Ana Cláudia P.  e  OLIVEIRA, Leandro de. Qualidade de mudas de alface formadas em bandejas de isopor com diferentes números de células. Hortic. Bras. [online]. 2003, vol.21, n.4, pp.649-651. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362003000400015.

Avaliaram-se os efeitos de três tipos de bandejas de isopor sobre a produção de mudas de alface cultivar Vera, e o posterior desempenho das plantas no campo. Para os experimentos de avaliação de mudas e de plantas adultas, os delineamentos foram o de blocos e inteiramente casualizado, respectivamente. Aos 26 dias após a semeadura foram avaliados o comprimento de raiz e o número de folhas das mudas. Após o transplante para os canteiros, mediram-se o comprimento da raiz e pesos da matéria fresca e seca da parte aérea. As melhores mudas foram produzidas na bandeja com células de maior volume T1 (128 células). Na planta adulta observou-se que as mudas do tratamento T1 (128 células) e T2 (200 células) não apresentaram diferenças significativas quanto ao desempenho de campo. O tratamento T3 (288 células), com menor volume de substrato, produziu as piores mudas e apresentou o pior desempenho da produção de campo.

Palavras-chave : Lactuca sativa L.; volume de substrato; produção vegetal.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons