SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número2Resistência de cultivares e híbridos de cebola a tripesAvaliação de cultivares de mandioca, para consumo in natura, quanto à resistência à mancha parda da folha índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536

Resumo

MAROUELLI, Waldir A.; SILVA, Washington L.C.  e  MORETTI, Celso L.. Produção, qualidade e uso de água do tomateiro para processamento em função da época de paralisação das irrigações. Hortic. Bras. [online]. 2004, vol.22, n.2, pp. 226-231. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362004000200013.

O estudo foi realizado nas condições de Cerrado do Brasil, durante o período seco de 2000, para avaliar o efeito da época de paralisação das irrigações na produção, qualidade de frutos e uso de água do tomateiro para processamento. Os tratamentos corresponderam a quatorze épocas de paralisação, espaçadas a cada 7 dias entre o florescimento e a colheita. A maior produtividade de frutos comercializáveis foi obtida quando as irrigações foram suspensas 21 dias antes da colheita (10% dos frutos maduros), enquanto que o maior rendimento de polpa foi alcançado quando as irrigações foram finalizadas 34 dias antes da colheita (20% de plantas com pelo menos um fruto maduro). O teor de sólidos solúveis totais foi reduzido linearmente à taxa de 0,34 ºBrix para cada 10 dias a mais com irrigação. A maior eficiência do uso de água pelo tomateiro foi obtida quando as irrigações foram paralisadas entre 37 e 45 dias após o florescimento, respectivamente para produção de frutos e de polpa.

Palavras-chave : Lycopersicon esculentum; aspersão; déficit hídrico.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês