SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número4Os 22 anos da Horticultura Brasileira: a revista chega a maioridadeEsverdeamento em cultivares de batata avaliado pela escala visual e índice spad índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536

Resumo

SILVA, João Renato V. da et al. Brotação de mini-tubérculos de sete cultivares de batata em função de concentrações de bissulfureto de carbono. Hortic. Bras. [online]. 2004, vol.22, n.4, pp. 677-680. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362004000400002.

Estudou-se o efeito de concentrações de bissulfureto de carbono sobre a brotação de mini-tubérculos de batata. O ensaio foi instalado no esquema fatorial 5 x 7, onde as variáveis constaram de quatro diferentes doses de bissulfureto de carbono (10; 20; 30 e 40 mg L-1) além do controle e sete cultivares de batata (Bintje, Jaete Bintje, Atlantic, Cupido, Ágata, Monalisa e Mondial). Os tratamentos com bissulfureto de carbono foram aplicados durante um período de 72 horas, após o qual os mini-tubérculos de batata foram colocados em bandejas de isopor para brotação. De forma geral, todas as concentrações de bissulfureto de carbono estimularam a brotação. As cultivares Bintje e Atlantic responderam de forma positiva ao bissulfureto de carbono, onde o aumento da concentração levou ao aumento do número de brotos por tubérculo. As cultivares Ágata e Mondial responderam positivamente à concentração de 10 mg L-1, sendo que o acréscimo nas concentrações pouco interferiu no número de brotos por tubérculo. As cultivares Jaete Bintje e Monalisa só responderam às concentrações de 20 e 30 mg L-1, e na de 40 mg L-1 o bissulfureto de carbono provocou a queima de gemas.

Palavras-chave : Solanum tuberosum; batata-semente; dormência; dominância apical.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português