SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número3Acúmulo e exportação de macronutrientes em melancia sem sementesRendimento e qualidade do melão sob lâminas de irrigação e cobertura do solo com filmes de polietileno de diferentes cores índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536versão On-line ISSN 1806-9991

Resumo

OLIVEIRA, Ademar P. de; SILVA, José Elenilson L. da; PEREIRA, Walter Esfrain  e  BARBOSA, Luciano J. das Neves. Produção de batata-doce em função de doses de P2O5 em dois sistemas de cultivo . Hortic. Bras. [online]. 2005, vol.23, n.3, pp.768-772. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362005000300016.

Com o objetivo de avaliar o efeito da adubação fosfatada e de sistemas de plantio na produção total e comercial de raízes de batata-doce, cv. Rainha Branca, conduziu-se um experimento, de fevereiro a julho de 2003, na UFPB, em Areia (PB). O delineamento experimental foi de blocos casualizados com os tratamentos distribuídos em esquema fatorial 5 x 2, com os fatores doses de fósforo (0; 100; 200; 300 e 400 kg de P2O5 ha-1) e sistemas de plantio (uma e duas ramas por cova), em quatro repetições. As produções total e comercial de raízes de batata-doce, em resposta as doses de fósforo no sistema de plantio com uma rama por cova, foram de 21,6 e 18,7 t ha-1, obtidas com 237 e 210 kg de P2O5 ha-1, respectivamente. No sistema de plantio com duas ramas por cova, essas produções foram de 23,5 e 18,9 t ha-1, alcançadas com 259 e 231 kg de P2O5 ha-1, respectivamente, enquanto as doses econômicas para a produção de raízes comerciais, foram 173 e 194 kg de P2O5 ha-1, para os sistemas de plantio com uma e duas ramas, respectivamente. No sistema de plantio com uma rama e dose econômica correspondeu a 82% daquela para a máxima eficiência técnica (MET) e para o sistema de duas ramas a 84% da MET, constituindo um indicativo da viabilidade econômica do emprego de fósforo no cultivo da batata-doce. As doses de fósforo estimadas que resultaram nas máximas produções de raízes comerciais e retornos econômicos, quanto ao sistema de plantio com uma e duas ramas por cova corresponderam, respectivamente, com 21 e 19 mg de P disponível dm-3, extraído pelo extrator de Melich 1. Em solos semelhantes ao deste estudo, a adubação fosfatada na batata-doce poderá ser dispensada, quando os teores de fósforo disponível forem superiores a 19 e 20 mg dm-3 de solo, respectivamente, para os sistemas de plantio com uma e duas ramas por cova.

Palavras-chave : Ipomoea batatas; adubação fosfatada; ramas por cova; produção de raízes.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons