SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número3Perfil dos consumidores de hortaliças da cidade de Santo Antônio do Descoberto - GOAnálise biométrica de linhagens de abóbora índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536versão On-line ISSN 1806-9991

Resumo

OLIVEIRA, Aldenir de et al. Biocontrole da mancha-aquosa do melão pelo tratamento de sementes com bactérias epifíticas e endofíticas. Hortic. Bras. [online]. 2006, vol.24, n.3, pp.373-377. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362006000300021.

Bactérias epifíticas e endofíticas (96 isolados) e fungos endofíticos (69 isolados) foram obtidos de plantas de meloeiro sadios e testados no controle da mancha-aquosa, em condições de casa de vegetação, pelo tratamento de sementes pré-inoculadas com Acidovorax avenae subsp. citrulli ou pelo tratamento de sementes sadias visando a proteção da planta a posterior inoculação com o patógeno. As sementes de melão foram microbiolizadas por imersão nas suspensões (A570= 0,7), semeadas e avaliadas quanto ao período de incubação (PI), incidência (INC), severidade da doença (SEV) e redução da severidade da doença (RSD). Apenas a microbiolização de sementes artificialmente infectadas, utilizando os endofíticos ENM5 (não identificado), ENM9 (Bacillus cereus), ENM13 (Bacillus sp.), ENM16 (Bacillus cereus), ENM32 (Bacillus subtilis) e ENM43 (Bacillus sp.), revelou potencial para o controle da mancha-aquosa. Esses isolados, após o teste de compatibilidade in vitro, foram reavaliados isoladamente e em misturas dois a dois quanto ao PI, INC, SEV e RSD, além do índice de doença (IDO) e área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD). Todos os tratamentos diferiram significativamente (P= 0,05) da testemunha, com RSD de até 93,6%, destacando-se os isolados ENM13 e ENM9 com PI de 7,5 e 7,25 dias, SEV de 0,22 e 0,22, IDO de 2,59 e 2,59, e AACPD de 0,22 e 0,39, respectivamente. Ensaios foram realizados in vitro para a determinação dos possíveis mecanismos de ação envolvidos no controle biológico. Os isolados ENM13 e ENM9 solubilizaram fosfato, ENM5 apresentou antibiose contra A. avenae subsp. citrulli, ENM43 produziu HCN enquanto ENM16 e ENM32 não apresentaram nenhum dos mecanismos testados.

Palavras-chave : Cucumis melo; Acidovorax avenae subsp. citrulli; semente; Bacillus spp; controle.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons