SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue2Morphophysiological aspects and essential oil content in Brazilian-lavender as affected by shadowingPotato genotypes with low reducing sugar content author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Horticultura Brasileira

Print version ISSN 0102-0536

Abstract

PEREIRA, Roseane Sousa; NASCIMENTO, Warley Marcos  and  VIEIRA, Jairo Vidal. Germinação e vigor de sementes de cenoura sob condições de altas temperaturas. Hortic. Bras. [online]. 2007, vol.25, n.2, pp. 215-219. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362007000200017.

Em decorrência do desenvolvimento de cultivares tolerantes ao calor e com resistência às principais doenças de folhagem, o cultivo de cenoura vem expandindo-se também para outras regiões, como Norte e Nordeste. Altas temperaturas por ocasião da semeadura podem reduzir a germinação de sementes de cenoura e comprometer o estabelecimento da cultura. Avaliou-se o efeito de altas temperaturas na germinação e no vigor de sementes de cenoura de diversas cultivares comercializadas no Brasil bem como em progênies de meio-irmãos de uma polulação de cenoura 'Brasília'. Sementes da cv. Brasília foram colocadas para germinar em temperaturas constantes de 20; 24; 28; 32 e 36ºC por um período de 14 dias. Sementes provenientes de umbelas primárias e secundárias de 120 progênies de meio-irmãos de uma população de cenoura 'Brasília' foram também avaliadas quanto à viabilidade (germinação a 20ºC) e temperaturas elevadas (35ºC), vigor (primeira contagem de germinação) e massa de 100 sementes. Finalmente, sementes de 28 lotes comerciais de cenoura foram avaliadas quanto à germinação a 20 e 35ºC. Houve decréscimo na germinação à medida que a temperatura aumentou, sendo que a 36ºC apenas 27% das sementes germinaram. O teste de germinação a 20ºC mostrou que existem variações entre os lotes comerciais, e que, em condições de alta temperatura (35ºC), a germinação foi bastante reduzida para a maioria deles. As progênies de meio-irmãos apresentaram-se com alta germinação e vigor a 20ºC. Entretanto, à temperatura de 35ºC, somente algumas progênies apresentaram germinação superior a 60%. Em adição, as sementes provenientes das umbelas primárias germinaram melhor a 35ºC que aquelas provenientes das umbelas secundárias. Para a obtenção de melhor estande no campo, principalmente em condições adversas de altas temperaturas, a seleção e desenvolvimento de cultivares mais tolerantes, bem como a utilização de sementes provenientes de umbelas primárias seria altamente recomendado.

Keywords : Daucus carota L.; termo-inibição; estabelecimento de plântulas; lotes; progênies.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese