SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número3Desempenho do pimentão em cultivo orgânico, submetido ao desbaste e consórcioCaracterização de acessos de pimenta-do-reino com base em sistemas enzimáticos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536versão On-line ISSN 1806-9991

Resumo

ARAUJO, Charles de; FONTES, Paulo Cezar Rezende; SEDIYAMA, Carlos Sigueyuki  e  COELHO, Maurício Bernardes. Critérios para a determinação da dose de nitrogênio a ser aplicada no tomateiro em ambiente protegido. Hortic. Bras. [online]. 2007, vol.25, n.3, pp.327-332. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362007000300003.

Avaliou-se o efeito de critérios baseados na análise do teor de nitrato no solo, na produtividade esperada de frutos e em resultados de experimentos anteriores para a recomendação da dose de fertilizante nitrogenado a ser aplicada no tomateiro em ambiente protegido. Dois experimentos foram conduzidos em casa de vegetação, sendo um em solo previamente lixiviado com água (Experimento 1) e outro sem lixiviação (Experimento 2), a fim de simular condições de alto e baixo teor inicial de nitrato no solo. Seis tratamentos foram avaliados no delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições. Os tratamentos foram baseados nos critérios: 1) produtividade esperada de frutos e contribuições do solo e do fertilizante (PESF); 2) quantidade esperada de N no fruto e contribuição do solo (QECS); 3) quantidade esperada de N no fruto (QEFR); 4) dose recomendada experimentalmente de 280 kg ha-1 de N, aplicada parceladamente via gotejamento, em cobertura a cada 14 dias (DRCO); 5) mesma dose utilizada no tratamento anterior, mas aplicada em dose total no momento do transplante (DRTR); 6) não aplicação de fertilizante nitrogenado (TEST). As doses variaram de 0 a 570,8 kg ha-1 de N, dependendo do tratamento. Em ambos os experimentos as produções total e comercial de frutos não diferiram significativamente entre os tratamentos que receberam N. Maiores produções foram obtidas pela utilização do critério PESF. De forma geral, as eficiências de uso, de utilização e agronômica do N diminuíram à medida que a quantidade de N aplicada aumentou nos dois experimentos. Os critérios PESF e DRTR proporcionaram maior produtividade e eficiência na recuperação do N derivado do fertilizante.

Palavras-chave : Lycopersicon esculentum; adubação nitrogenada; nitrato no solo; produção esperada de frutos; fertirrigação; eficiência de uso do nitrogênio.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons