SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número4Componentes genéticos e fenotípicos para caracteres de importância agronômica em população de cenoura sob seleção recorrenteGerminação de sementes de palmiteiro jussara sob diferentes níveis de sombreamento índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536versão On-line ISSN 1806-9991

Resumo

SANTOS, Liliana Andréa dos et al. Caracterização de isolados de Xanthomonas campestris pv campestris de sistemas de produção orgânico e reação de brássicas à podridão-negra. Hortic. Bras. [online]. 2008, vol.26, n.4, pp.486-491. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362008000400012.

Noventa isolados de Xanthomonas campestris pv. campestris (Xcc) de brássicas oriundas de sistemas de produção orgânico das Zonas da Mata e Agreste de Pernambuco foram caracterizados com base na sensibilidade a antibióticos e sulfato de cobre e atividade de esterase. A maioria apresentou alta sensibilidade à tetraciclina (76,6%), eritromicina (63,3%) e estreptomicina (63,3%), resistência à amoxicilina (70%), gentamicina (40,0%) e norfloxacin (45,5%) e média sensibilidade (44,4%) ou resistência (44,4%) à neomicina. Cinqüenta e cinco isolados de Xcc foram resistentes ao sulfato de cobre na concentração de 50 mg/mL e todos foram sensíveis ao produto na concentração de 200 mg/mL. Atividade de esterase foi apresentada por 92,22% dos isolados. A análise Euclidiana por ligação simples evidenciou variabilidade entre os isolados separando-os em sete grupos de similaridade. Foi estudada também a reação de 14 cultivares de brássicas à podridão-negra, utilizando o isolado "B21" de Xcc. As cultivares diferiram significativamente entre si em relação ao período de incubação, incidência e severidade final da doença. Os maiores valores de severidade final da doença foram verificados em brócolos "Ramoso", couve-flor "Bola de Neve" e "Piracicaba de Verão", e repolho "Chato de Quintal". Os híbridos de couve-chinesa "AF 70", "AF 72", "AF 69" e "AF 66" mostraram-se altamente resistentes à doença, enquanto que brócolos "Ramoso" e "Precoce Piracicaba", couve-flor "Piracicaba de Verão" e "Híbrido Cindy" e repolho "60 Dias" foram medianamente resistentes.

Palavras-chave : Bactéria; variabilidade; resistência varietal; antibióticos; cobre.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons