SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número3Variabilidade genética em progênies de meios-irmãos de coentroFamílias F4 de alface de folhas crespas tolerantes ao florescimento precoce e homozigotas para resistência à Meloidogyneincognita Raça 1 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horticultura Brasileira

versão impressa ISSN 0102-0536

Resumo

SANTOS, Gil R dos et al. Influência de doses de nitrogênio na severidade de doenças e na produtividade da melancia. Hortic. Bras. [online]. 2009, vol.27, n.3, pp.330-334. ISSN 0102-0536.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-05362009000300012.

A adubação nitrogenada é importante para a cultura da melancia (Citrullus lanatus) por afetar diretamente a produtividade, a qualidade dos frutos e a severidade de doenças. Atualmente, o crestamento gomoso (Didymella bryoniae) e o míldio (Pseudoperonospora cubensis) podem ser consideradas as doenças mais importantes da melancia devido aos prejuízos que podem causar na lavoura. Estudos envolvendo a aplicação de doses de nitrogênio e seus efeitos na produtividade, qualidade de frutos e manifestação de doenças são escassos. Desta forma, o presente trabalho teve como objetivo avaliar diferentes doses de nitrogênio e seus efeitos na produtividade, características dos frutos e na prevalência de doenças da melancieira. Foram conduzidos dois ensaios na Universidade Federal do Tocantins, sob irrigação por aspersão, em área anteriormente cultivada com melancia. Foi utilizado o delineamento experimental de blocos ao acaso, com cinco tratamentos (doses de nitrogênio, aplicados em duas vezes em cobertura, em kg ha-1, sendo T1= testemunha sem nitrogênio em cobertura, T2= 20, T3= 40, T4= 80 e T5= 120) e quatro repetições. A uréia foi utilizada como fonte de nitrogênio (45% de N). No ensaio I, verificou-se maior produtividade e maior peso médio de frutos no tratamento que recebeu 40 kg ha-1. Níveis mais altos de severidade do crestamento gomoso foram verificados nos tratamentos que receberam maiores dosagens de nitrogênio (80 e 120 kg). No ensaio II, nos tratamentos com 80 e 120 kg ha de N foram observados os níveis mais altos de míldio e crestamento gomoso. Menores níveis dessas doenças foram verificados no tratamento testemunha.

Palavras-chave : Citrullus lanatus; Didymella bryoniae; Pseudoperonospora cubensis; nutrição mineral; produção.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons